Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Trovoada de um raio...

 

Tomou-lhe o gosto e agora não quer outra coisa... E quem se trama é quem vai trabalhar! Estou para aqui que nem posso, mais cansada e chei de sono! Humpf!

 

Mais uma noite de chuva e de trovoada fortíssima. Adormece uma pessoa ao som relaxante da chuva e está esticadinha na cama num sono tranquilo quando, de repente, CABUUUUM!!! E lá vem a "querida" trovoada" perturbar o nosso descanso!

Sou levada a pensar que esta chuva é traiçoeira, que há uma combinação maléfica entre a menina chuva e a dona trovoada! Quando nós pensamos que vamos ter uma noite calma e dormir o sono dos justos, apanhamos um susto digno de um ataque de coração.

 

Mas o pior não é só isto... É que o meu Bóbi tem um medo terrível dos trovões. Pois, um cão deste tamanho e é um mariquinhas de primeira! E o que é que um cão com medo faz? Ladra! E se o Bóbi tem um ladrar potente!

Ora se a vizinhança não acordar com a trovoada, com certeza acorda com o ladrar do Bóbi! E o que é que eu posso fazer?! É que até eu não me apetece nada estar a ouvir o senhor Bóbi a ladrar e dar saltos a meio da noite.

 

Fui pesquisar na net o remédio para este mal. E encontrei isto: "Ignore os trovões, faça o cão perceber que você não está com medo, que mesmo com os trovões você continua fazendo tudo normalmente. Assim ele começará a entender que não há tanto perigo quanto ele imagina. Outra dica é você tentar distrair o cão com brincadeiras que ele goste. Sempre que ele brincar com você e esquecer do medo das trovoadas dê um petisco. Com o tempo a tendencia é o cão associar as trovoadas com um momento de brincadeira e diversão com o dono."

 

Bom, se assim li, melhor o fiz. Brinquei com o cão, dei-lhe barrinhas e biscoitos para o recompensar de ter ouvido o trovão e não ter ladrado, até que a trovoada acalmou. O bicho depois deitou-se no chão e adormeceu. E eu também. Finalmente. Trovoadas, bah!